Spotify copia TikTok para turbinar podcasts; entenda

O mais famoso modelo para criar conteúdo, atualmente, é o podcast. Os “programas de áudio”, como outros modelos anteriores apresentados no rádio, está com tudo na plataforma de música. Com isso, o Spotify está testando um feed de descobertas sobre podcasts para facilitar a vida do usuário.

publicidade
Playlists Spotify em foco no smartphone (Imagem: Omid Armin/Unsplash)
Podcasts são uma realidade e merecem investimento do Spotify (Imagem: Omid Armin/Unsplash)

Em testes, mas terá boa aceitação

O modelo assemelha-se ao TikTok, com diversos trechos de podcasts sendo ofertados para o usuário, que pode deslizar para cima ou para baixo alternando as opções. Infelizmente, ainda não está disponível no Brasil, mas a aceitação será boa, visto o crescente interesse sobre esse modelo de mídia.

A informação foi publicada pelo The Verge, onde com relatos e imagens compartilhadas por usuários que estavam com a versão “teste”, conseguiram dar uma luz sobre o que se trata o feed de descobertas.

publicidade

O Spotify já tem uma área específica para adicionar os seus podcasts favoritos, além de outra com todas as atualizações sobre novos episódios. Segundo o portal norte-americano, os já existentes não têm nada de parecido com o feed de descobertas em testes. 

O conceito-chave é: expor o usuário a novos podcasts, de acordo com sua região ou interesses, possivelmente vantajosos de ouvir. É a oportunidade de ter o primeiro contato com um novo modelo, um novo ponto de vista e toda a capacidade de diversificar, presente nessa mídia.

A semelhança com o TikTok na disposição gráfica da ferramenta em testes pelo Spotify não é exagero – parece mesmo. O registro do novo recurso também foi feito por um usuário ilustre, o criador da hashtag, Chris Messina, que estava com o teste ativo em seu aparelho.

Spotify: Mexendo com estruturas, mas investindo nos podcasts

A mudança apresentada pelo possível futuro recurso, interfere diretamente na estrutura visual do aplicativo, ao inserir um novo ícone na barra fixa do menu de navegação. Fato que deve ter sido considerado pelos donos do app, mas aparentemente vale muito mais o investimento nos podcasts.

publicidade

Imagine a quantidade de programas que já estão como exclusivos na plataforma, e tantos outros inseridos no Spotify? Se fizermos um cálculo médio, “de orelhada”, cada episódio pode ter uns 50 minutos, a variação depende do formato e proposta do programa.

Se uma única pessoa escutar apenas um episódio por dia, são quase 30h a mais conectada na plataforma, aumentando a permanência média do usuário.

Se a decisão de escutar uma música no Spotify geram uns cinco minutos conectados, somadas a mais outras quatro músicas semelhantes, alcançam algo próximo de 30 minutos na hora do almoço ou no deslocamento para o trabalho.

O Spotify testa feed podcasts como uma opção valiosa de investimento. A decisão de escutar um podcast, de boa qualidade, quase garante o compromisso de escutar algo por 50 minutos, é um ganho significativo em fidelidade.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar