Telescópio inovador promete ouvir sinais alienígenas até 2030

Uma nova missão espacial foi traçada como meta até o final desta década. Com a ajuda de uma máquina inovadora semelhante a um radiotelescópio, pretende-se escanear o céu noturno em busca de sinais alienígenas até 2030. 

publicidade
Máquina inovadora pode ouvir sinais alienígenas até 2030
Máquina inovadora pode ouvir sinais alienígenas até 2030. (Imagem: Wikimedia Commons)

Esta máquina inovadora trata-se do Square Kilometer Array (SKA), composto por 197 parabólicas e 130 mil antenas situadas na África do Sul e na Austrália.

O aparelho foi projetado com foco na captura de sinais de rádio – tanto os naturais aos quais já estamos acostumados, quanto os sinais alienígenas (que ainda são considerados fracos para os telescópios atuais). 

publicidade

Construção do SKA 

A construção da máquina teve início em 2021 e antes mesmo da abertura prevista para 2025. Agora, os pesquisadores se empenham no desenvolvimento de um software capaz de alimentá-lo e extremamente necessário.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Segundo informações da BBC News, uma equipe composta por cientistas britânicos ficou responsável pela construção do protótipo de cérebro para o SKA. 

Destacando que, assim que for finalizado, o SKA será o maior telescópio de todo o planeta Terra. Porém, ele precisará ser submetido a um teste na parte de infraestrutura antes de ser anexado à rede.

publicidade

É importante explicar que o cérebro artificial poderá auxiliar determinadas partes da rede na comunicação intercontinental. 

Para o líder do grupo de cientistas britânicos, Dr. Chris Pearson, este um enorme desafio de computação, que se funcionar, será um ponto crucial na engenharia de captação dos almejados sinais alienígenas.

“Estamos falando de algo como 600 petabytes (600 milhões de gigabytes) por ano de dados que saem do SKA, para serem entregues aos astrônomos em todo o mundo”, declarou.

Para o líder do grupo de astronomia da RAL Space, trata-se basicamente de um problema de escala, processamento e transferência de dados. O observatório SKA consiste em um projeto internacional que conta com um investimento de US$ 1,84 bilhão, e que já está sendo construído há 30 anos. 

publicidade

Operação do SKA

A previsão é para que o SKA comece a operar no final de década de 2020. Quando começar a funcionar, o telescópio possibilitará que os cientistas perscrute, o universo inicial detalhadamente e sem nenhum precedente.

Também será capaz de reunir todas as ondas de rádio de baixa frequência datadas em 14 bilhões de anos após o nascimento do cosmos. 

Além o mais, os cientistas também terão a oportunidade de usar o telescópio para detectar sinais alienígenas extremamente fracos, se existirem.

Os astrobiólogos poderão recorrer a esta tecnologia para caçar aminoácidos, blocos de construção da vida em planetas e asteróides distantes, identificando as respectivas assinaturas especiais e com frequências precisas.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

 

Veja mais ›
Fechar