TikTok parece um foguete: chineses ultrapassam o Facebook em mais uma categoria

O TikTok realmente está ganhando força com os influenciadores e criadores de conteúdo digital. A plataforma passou o Facebook em relação a gastos com marketing.

publicidade
TikTok. (Imagem: Pexels)

TikTok está vindo com tudo!

Segundo o relatório feito pela Insider Intelligence e divulgado pelo The Information, o TikTok superou o Facebook nos investimentos em marketing com influenciadores digitais.

Os dados revelados apontam que a rede social chinesa superou a plataforma de Mark Zuckerberg nos gastos com criadores de conteúdo e, se seguir desse jeito, irá superar o YouTube até 2024.

publicidade

Segundo o relatório, o TikTok gastou cerca de US$ 774,8 milhões, em torno de US$ 36 milhões a mais que o Facebook, que gastou US$ 739 milhões aproximadamente.

Na previsão futura, os dados apontam que o TikTok fica atrás do YouTube (que investe US$ 948 milhões) e do Instagram, o maior investidor em influenciadores.

O Instagram segue sendo a plataforma que mais gasta com publicidade, são quase três vezes mais que o TikTok.

Jarmine Enberg, especialista e analista do Insider Intelligence, disse sobre o relatório:

publicidade

“O TikTok está crescendo em popularidade para o marketing de influenciadores e criadores de conteúdo, porém, não está nem perto do Instagram em termos de gastos”.

Enberg ainda disse que isso se deve a dois pontos principais: primeiro ponto, porque os criadores do Instagram cobram um valor mais alto e em segundo, porque a plataforma tem mais variedade de formatos que o TikTok.

Variedade de formatos = receita maior

Mesmo que o foco de Zuckerberg esteja voltado para o Reels e os formatos em vídeo nos últimos tempos, a Meta (dona do Facebook e do Instagram) tem se deparado com desafios para manter as plataformas atrativas.

Os dados do relatório mostram que essa diversificação dos formatos (Story, Reels e Fotos), também implica em um investimento maior da plataforma para conseguir alcançar novos e diferentes públicos.

publicidade

No momento, o TikTok só dá espaço para vídeos e story temporários (também em vídeos). Entretanto, diferente do Instagram, os chineses permitem que os vídeos tenham até 10 minutos, gerando novas categorias no formato.

E Zuckerberg pode até querer bater de frente com o TikTok, mas terá que tomar algumas precauções. Diversos usuários (e influencers poderosos) afirmaram publicamente que querem a plataforma menos parecida com o concorrente.

Vendo como a opinião pública está lidando com as mudanças do Instagram, a empresa teve que dar um passo atrás, mas não descarta a volta total dos conteúdos em vídeo.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar