Vera Fischer pretende lucrar fortuna vendendo NFT de foto polêmica

A atriz Vera Fischer marcou gerações desde que ganhou o prêmio de Miss Brasil em 1969. Desde então, ela fez muito sucesso na TV e no cinema. E agora, aos aos 70 anos, quer se reinventar no mundo das NFTs.

publicidade
Vera Fischer pretende lucrar vendendo NFTs
Imagem: Divulgação

Em junho de 2020, a loira famosa por novelas, peças, propagandas e filmes foi demitida da Rede Globo, mas não se abalou: adquiriu um smartphone e está entrando no mercado de criptoativos.

Vera Fisher: coleção de 200 quadros e foto famosa

Em uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo, a atriz confirmou que venderá seus quase 200 quadros pintados por ela desde 2006, na forma de NFTs (tokens não-fungíveis), mas não deu detalhes de quando o projeto será lançado.

publicidade
Vera Fischer pretende lucrar vendendo NFTs
Imagem: Divulgação | Vera Fisher

“Tudo que está ligado à arte é comigo mesmo, é uma questão de escolher o melhor produto. Quanto mais novidades surgem, mais chances há de ganhar dinheiro”, disse a atriz, que no momento está em cartaz no teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, com a reestreia da peça “Quando Eu For Mãe, Quero Amar Desse Jeito.”

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em 2022, Vera já planeja entrar no universo dos NFTs leiloando a famosa foto tirada pelo fotógrafo Bubby Costa. O profissional ficou famoso nas décadas de 70 e 80 trabalhando para diversas revistas como fotógrafo de personalidades consagradas.

Na foto artística, ela está debruçada em um galho, no meio de um pântano, coberta por lama sendo publicada pelo Cointelegraph Brasil na ocasião.

publicidade
Vera Fischer pretende lucrar vendendo NFTs
Imagem: Divulgação | Bubby Costa

O leilão já estava pronto com um preço mínimo de R$447 mil, mas não ocorreu. Por ser uma foto muito concorrida, segundo Vera, ela fará parte de outra coleção ainda a ser anunciada.

Já em relação a sua coleção de quadros, a artista as declara como “loucuras de sua cabeça” tendo como inspiração  Henri Matisse, Joan Miró e Piet Mondrian.

 

publicidade
Vera Fischer pretende lucrar vendendo NFTs
Imagem: Divulgação | Vera Fisher

E não é somente em quadros que as “loucuras” dela geram inspiração. O mesmo ocorreu na direção do filme “Sangria Desatada” em 10 livros, sem previsão de lançamento no momento.

“São mulheres múltiplas, elevadas à sua potência, multiplicadas sucessivamente por si mesmas. São também vítimas enquadradas em parâmetros sociais historicamente machistas e violentos“, explicou a atriz, acrescentando que as telas, além dos NFTs, deverão fazer parte de uma exposição.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar