Apple acaba com a “alegria” de ladrões ao anunciar medida drástica

Um anúncio recente informou que, a partir de agora, as Apple Stores e provedores de serviços autorizados não irão mais reparar iPhones marcados como perdidos por meio do registro de dispositivos GSMA. A informação foi divulgada em um memorando interno segundo o MacRumors. 

publicidade
Apple não vai mais reparar iPhones marcados como perdidos
Apple não vai mais reparar iPhones marcados como perdidos. (Imagem: Pixabay)

A partir de agora, a empresa passará a exigir que os técnicos em reparo neguem atendimento aos usuários identificados com status ausente nos sistemas MobileGenius ou GSX. Normalmente, estes são os dois principais sistemas que auxiliam na hora de atender os clientes Apple que buscam por reparos no iPhone. 

Para explicar melhor: o registro de dispositivos GSMA consiste em um banco de dados composto por números de série de cada dispositivo fabricado e vendido pela empresa, além de detalhes sobre o status de cada um deles. Sendo assim, todo usuário de iPhone que comunicar o roubo do aparelho às autoridades policiais, as mesmas têm o poder de identificar o dispositivo via GSMA. 

publicidade

Esta é uma maneira de ajudar os provedores de reparo na identificação de dispositivos dados como perdidos ou furtados sempre que um cliente Apple procurar a loja mais próxima. Destacando que a nova política da Apple foi elaborada com o objetivo de impedir que os fornecedores dos produtos da marca façam reparos em telefones furtados e que possam ter sido danificados propositalmente visando o lucro próprio. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Regras da Apple

Esta política é baseada em normas já existentes. Uma delas já impede os técnicos de remover o bloqueio de ativação de um dispositivo Apple – salvo a exceção do cliente que consiga comprovar que ele comprou o aparelho diretamente de uma Apple Store ou lojas licenciadas. 

Os reparos também ficam impedidos para os usuários que marcarem os iPhones no Modo Perdido através do aplicativo Find My, responsável por bloquear o dispositivo e exibir detalhes de contato na tela de bloqueio. 

publicidade

A princípio, somente smartphones de usuários que não conseguiam desabilitar o Find My Phone usando a própria conta, o que já era uma atividade no mínimo suspeita, eram recusados no balcão da Apple ao solicitar reparos no aparelho. 

Consequências para os usuários da Apple

Apesar da provável atitude da Apple visar um incremento ainda maior na segurança dos aparelhos da marca, um diferencial buscado por muitos, também é uma brecha para que os usuários busquem oficinas de reparo terceirizadas que, provavelmente, não se preocuparão com a procedência do aparelho. 

Vale destacar que essas informações foram publicadas a caráter especulativo pela MacRumors, mas até o momento não houve a confirmação por parte da Apple. No entanto, é um alerta para os usuários se preparem para as possíveis mudanças.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar