Apple permitirá que você ignore CAPTCHAs em alguns aplicativos e sites

O iOS 16 tá vindo aí e se você é um daqueles que achava que já sabia tudo sobre ele, uma notícia vai te pegar de surpresa. A Apple está introduzindo uma nova funcionalidade em seus dispositivos chamada de Verificação Automática que em resumo vai livrar seus usuários dos CAPTCHAS que aparecem em algumas páginas da Web.

publicidade
Apple
Navegar no iPhone deve ser uma experiência melhor a partir do iOS 16 (Imagem: DocuSign on Unsplash)

Desenvolvimento da ferramenta

Segundo a Apple, a nova ferramenta deve avisar aos sites, de maneira automática, que quem está acessando aquele conteúdo é uma pessoa, e não um bot. Em teoria isto deve fazer com que as páginas visitadas pulem a verificação humana tornando a navegação mais rápida.

A ferramenta foi feita através de uma parceria entre a Apple, Fastly e Cloudflare, às duas empresas parceiras atuando na área de serviços de internet e entrega de conteúdo, responsáveis por uma vasta gama de sites.

publicidade

É importante ressaltar que a nova tecnologia da Apple não vai funcionar em qualquer situação e sim apenas nas páginas que utilizam os serviços de suas parceiras. Sendo assim, ao acessar um site que usa a Cloudflare, por exemplo, o usuário estará praticamente livre dos CAPTCHAS.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Porque a Apple quer se livrar dos CAPTCHAS no iOS 16?

Os CAPTCHAS são utilizados, em maior parte, para prevenir atividades fraudulentas, mesmo assim, esta não é a primeira vez que a Apple tenta se livrar do recurso em seus aparelhos.

A empresa garante que as constantes verificações de “humanidade” atrapalham a navegação de seus usuários que querem apenas ver o conteúdo nas páginas.

publicidade

Desta vez, o sistema parece sólido: a verificação “humana” do usuário é feita pelo dispositivo que analisa vários dados sobre quem o está utilizando e fica responsável por passar esta informação diretamente para o site, eliminando a necessidade do processo manual na página.

Esta é apenas uma versão muito resumida da ferramenta, mas você pode ver mais informações diretamente do site da Apple Insider, onde eles detalham o seu funcionamento.

O sistema é chamado Token de Acesso Privado (em tradução para o português) e segundo a Fastly “apresenta uma estrutura de autorização, antifraude e respeito à privacidade”.

No momento seu uso está sendo focado na resolução de problemas relacionados à experiência dos usuários, podendo até ser ampliado, em um momento futuro, a guardar senhas e promover esse mesmo tipo de experiência ao fazer logins em websites, oferecendo o mundo sem senhas que a Apple e o Google (e outros gigantes da tecnologia) estão atrás.

publicidade

Problemas com privacidade?

A Apple já tomou a frente da questão antes mesmo de alguém perguntar. Segundo a empresa, as informações utilizadas pelo dispositivo são completamente seguras.

A única coisa que o site que está pedindo a verificação recebe da Apple é um “Ok”, enquanto ela nem registra qual é o site que está pedindo a informação.

E a concorrência da Apple?

No geral, esta parece ser uma ótima ferramenta para os usuários que sofrem com spams deste tipo de conteúdo.

Felizmente, para quem está em outras plataformas (Windows e Android), o Google também ajuda a desenvolver a tecnologia por trás do Token de Acesso Privado.

Além disso, a gigante dos anúncios já começou o desenvolvimento de uma ferramenta parecida no Chrome voltada para a verificação de terceiros. É possível que em breve tenhamos ferramentas deste tipo disponíveis para todas as plataformas.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar