É treta braba! Elon Musk se coloca à disposição após tumulto no Twitter

Elon Musk se colocou à disposição após causar um tumulto no Twitter e agora assume postura de “pergunte-me qualquer coisa” para tentar amenizar os humores em seu novo investimento. O bilionário enfrenta muitos desafios com os funcionários da empresa desde que comprou parte das ações da rede social.

publicidade
Funcionário do Twitter contra Elon Musk (Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)
A confusão entre os funcionários continua, mas Elon Musk tenta contornar (Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)

Portas abertas? Elon Musk promete responder aos funcionários do Twitter

Após as recentes confusões e manifestações entre os funcionários do Twitter após a aquisição de maior parte das ações da empresa, assunto já abordado no Bit Magazine, o bilionário se compromete a responder quaisquer dúvidas dos membros da empresa.

A situação não melhorou após decisão do CEO do microblog, Parag Agrawal, de convidar Elon Musk para ser membro da diretoria do Twitter, por e-mail, segundo o NY Post.

publicidade

No próprio e-mail, ficou claro qual será o posicionamento de Elon Musk sobre atender as perguntas dos funcionários, segundo trecho escrito por Agrawal: 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

“Após o anúncio do nosso conselho, muitos de vocês tiveram diferentes tipos de perguntas sobre Elon Musk, e quero recebê-los para fazê-las a ele.”

As mudanças que foram, inicialmente, publicadas pelo Washington Post se confirmaram após declarações de porta-vozes do Twitter que confirmam a participação de Elon Musk em união e sinergia com os demais diretores para promover mudanças significativas da plataforma e dentro da organização.

publicidade

Funcionários questionam, desde o início, se o posicionamento pessoal de Elon não será empecilho para a empresa (que notavelmente pensa e age de forma diferente das opiniões apresentadas no passado pelo bilionário).

Twitter tenta tranquilizar os ânimos

A empresa vem tentando controlar a ansiedade de seus funcionários desde o primeiro momento que se tornou pública a aquisição das ações do Twitter por parte de Elon Musk.

O corpo executivo do Twitter afirma aos funcionários que nada poderá mudar “da água para o vinho”, ou seja, de uma hora para outra devido ao percentual e peso do voto do novo acionista bilionário. 

Tomadas de decisão unilaterais são possíveis somente em caso de um acionista obter maioria absoluta das ações – e, mesmo assim, gerando desconforto.

publicidade

Na atual situação da empresa, todos têm espaço para dar suas opiniões sobre a direção que a empresa deve tomar – e, em caso de empate, cabe ao CEO resolver a questão.

Elon Musk se recusou a fazer parte do conselho

A história não para por aí. Informações reveladas e noticiadas nesta segunda-feira (11), trazem a resposta negativa de Elon Musk, rejeitando a cadeira justamente devido à cláusula que o impediria de comprar novas ações acima de 14,9%.

Em acordo para fazer parte do conselho do Twitter, Elon deveria receber a cadeira até 2024, sob a condição de impedimento de novas aquisições que superem o total de 14,9% da empresa, segundo o jornal americano.

O novo cenário revela um posicionamento mais hostil por parte do bilionário que poderá vir com todo seu poder financeiro para tomar ainda mais o controle do Twitter.

Agora sim, os funcionários terão suas preocupações validadas em relação ao novo “chefe”.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar