Conexão sem fio mais rápida e poderosa: conheça Wi-Fi 7, nem absorvemos uma tecnologia e já vem outra

O Wi-Fi 7 pode estar mais próximo do que você imagina! Com a chegada do 5G, ainda não será viável para celulares, mas conectividade sem fio poderá funcionar em notebooks.

publicidade
Wi-Fi 7 está próximo. (Imagem: Pexels)

Wi-Fi 7

A Intel está pronta para apresentar o Wi-Fi 7 (802.11be) ao mercado comercial, em 2024. O lançamento começará para notebooks de nova geração e será estendido a todos os produtos de PC e outros tipos de aparelho.

Eric McLaughlin, vice-presidente da divisão de soluções sem fio da Intel, disse em uma recente coletiva de imprensa na Ásia-Pacífico, em matéria ao ETNEWS da Coreia: “A Intel construirá fortes parcerias com várias empresas e parceiros globais para fornecer Wi-Fi 7 a mais produtos”.

publicidade

O novo modelo de tecnologia é o sucessor do Wi-Fi 6E ‘802.11ax’ que foi revelado anteriormente pela Intel e deve ser duas vezes mais rápido que o anterior.

Conforme a Intel, ele maximiza o uso da tecnologia 802.11ax existente, aumenta a estabilidade da largura de banda de frequência (6 GHz) e a velocidade de processamento de dados, tornando-o uma forma de conexão sem fio mais avançada e veloz do que o anterior, 6E.

Entretanto, é importante ressaltar que mesmo lançado em 2020, o 6E não é amplamente utilizado, por isso, a implementação do novo Wi-Fi 7 deve ser lenta também.

O vice-presidente da divisão de soluções sem fio da Intel ainda afirmou: “Estamos atualmente desenvolvendo o Wi-Fi ‘802.11be’ da Intel para obter a certificação ‘Wi-Fi Alliance'”. A expectativa é que a tecnologia esteja disponível para o grande público até 2025.

publicidade

Também para outras realidades

Você não entendeu errado, a nova tecnologia desenvolvida pela Intel estará disponível primeiro para os produtos da marca, entretanto, há uma expansão prevista também para aparelhos de realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR).

Além de chegar para robôs (internet das coisas), visando melhorar o desempenho e a confiabilidade da comunicação.

McLaughlin afirmou que a tecnologia consegue suportar uma velocidade máxima de 36 Gbps ao trabalhar com dados.

O então vice-presidente deixou uma hipótese chamativa: “já que falta mais de um ano para o lançamento do 802.11be, ainda há uma chance de melhorarmos ainda mais a velocidade de processamento.”

publicidade

Além disso, empresas como a Qualcomm, Broadcom e MediaTek estão se preparando para lançar produtos baseados em Wi-Fi 7: “A Intel construirá fortes parcerias com várias empresas e parceiros globais para fornecer Wi-Fi 7 a mais produtos”, disse o vice-presidente McLaughlin.

Com informações da ETNEWS e TechRadar

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar