Netflix caça os “espertinhos” e lança recurso que vai acabar com o pior hábito do streaming

Parece que a Netflix vai finalmente dar um basta ao compartilhamento de senhas no seu serviço, e a escala é enorme. O anúncio aconteceu nesta última segunda-feira, dia 18 de julho, e segundo o que a empresa disse, mais de 100 milhões de contas devem ser afetadas.

publicidade
compartilhamento de senhas
Netflix da um basta no compartilhamento de senhas (Imagem: yousafbhutta por Pixabay)

Nas experiências que devem começar apenas a partir do próximo mês, a gigante do streaming vai limitar o tempo em que as contas da Netflix podem ficar ligadas em uma TV fora do local marcado como casa principal. Os testes vão ocorrer em apenas em cinco países da América Latina.

Netflix vai acabar com o compartilhamento de senhas na América Latina

O “corte” vem disfarçado de um novo recurso chamado “add a home” (adicione uma casa) e vai funcionar considerando que cada conta de assinante da Netflix tem um endereço padrão, onde o dono da conta assiste livremente ao conteúdo do serviço em uma TV.

publicidade

Caso deseje utilizar essa conta em outras televisões e locais diferentes, poderá então adicionar uma casa extra na sua conta (“add an extra home”).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O recurso que mais parece uma assinatura dentro de uma assinatura, é pago e permite pelo prazo de duas semanas a Televisão naquele novo local acessar o conteúdo da plataforma.

Depois do período, o usuário terá que pagar novamente caso queira continuar usando a Netflix naquele endereço.

publicidade

Como vai funcionar

A empresa comenta que o recurso é similar ao “add extra member”, ferramenta lançada em março deste ano no Chile, Costa Rica, e Peru, que permite adicionar perfil de pessoas que não vivem juntas em uma mesma conta, cada uma com o seu espaço separado.

O “add a home” funciona de maneira parecida, mas será disponibilizado apenas nas regiões da Argentina, República Dominicana, El Salvador, Guatemala e Honduras (por enquanto, o Brasil está a salvo).

  • Cada conta na Netflix vai registrar um endereço onde você pode usar o serviço em qualquer dispositivo que você queira. Não importa qual plano você tenha assinado;
  • Usar o serviço em endereços adicionais vai exigir um pagamento mensal adicional de US $2,99 por casa, exceto na Argentina, onde o valor cobrado será de 219 Pesos por mês;
  • Diferentes níveis de assinatura vão poder adicionar um número diferente de casas a uma só conta. Membros do plano Básico vão poder adicionar uma casa, membros Padrão poderão adicionar até duas casas e membros Premium vão poder adicionar até 3 casas;
  • É possível usar a sua assinatura fora de casa, por exemplo em tablets e smartphones durante viagens;
  • A Netflix vai ganhar um painel de administrador de contas, capaz de gerenciar os acessos.

A empresa afirmou que esse é apenas um teste. O segundo passo seria expandir em escala global, porém, a possibilidade aconteceria depois da análise dos resultados nestes cinco países. Os testes devem começar no dia 22 de agosto, segundo informações da própria empresa.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar