Magalu imita AliExpress e lança nova rede social de compras

O Magalu lançou uma nova rede social completamente voltada às compras. O serviço, lançado na quarta-feira (23), está hospedado no app da companhia e oferece uma nova modalidade de vendas denominada “Compra Junto”, onde os usuários poderão se juntar e fazer a compartilhamento das ofertas nas quais tem interesse.

publicidade
Compra Junto: nova rede social de compras do Magalu
Compra Junto: nova rede social de compras do Magalu (Imagem: Divulgação / Magazine Luiza)

O serviço é bem simples: ele conta com anúncios de boca a boca, onde os usuários são quem anunciam os seus produtos favoritos para sua lista de contato e assim que aquele produto bate uma meta de compras um desconto é dado.

Essa modalidade de negócio está sendo chamada de social commerce, por que ela usa a lógica das redes sociais: consumidor procura o que deseja comprar. No formato de rede social, o cliente navega entre as ofertas e é surpreendido por elas”, disse o Diretor de Experiência do Cliente Magalu, Vinícius Porto, ao comentar que será possível ver descontos de até 55% nos valores dos produtos.

publicidade

Como funciona a nova rede social de compras?

No Compra Junto, as ofertas aparecem por tempo limitado e é necessário que, antes que o tempo da promoção acabe, se complete um número mínimo de vendas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ao comprar um determinado produto em promoção, o sistema faz uma reserva daquele valor no cartão de crédito de cada um dos clientes no grupo, mas o pagamento só é realizado assim que o grupo é fechado (ao bater a meta de número de compras).

Caso o grupo não seja fechado, se não houver compras o suficiente antes de a promoção terminar, os valores serão estornados.

publicidade

Além disso, as ofertas são oferecidas com base nos gostos de cada cliente. “É uma oportunidade de mostrarmos nossa ampla variedade de categorias. São mais de  200 milhões de itens à venda em nosso SuperApp. O Compra Junto usa o poder da internet para potencializar benefícios, tanto para o cliente, quanto para a empresa”, disse Porto.

“Sabemos que o brasileiro é um grande fã de redes sociais. Estamos unindo a atração das promoções com o entretenimento da interação, tornando a compra proveitosa e divertida”, completou ele.

Mentalidade por trás do serviço

A ideia central do aplicativo é que os próprios clientes, que necessitam que as metas de venda sejam alcançadas para poder adquirir os produtos que lhe interessam, por preços mais em conta, façam a divulgação dos produtos para outros clientes que possam estar interessados neles.

Assim, ao diminuir os custos com propagadas e em conjunto com a cobrança de frete, a empresa garante a sustentabilidade da modalidade.

publicidade

O serviço parece funcionar tão bem que em apenas dois dias de funcionamento foram concluídos 15 grupos de compras, tendo como destaque um grupo para o iPhone 11, que demorou apenas 30 minutos para ser fechado.

Vale lembrar que esse modelo de negócios já é adotado por outras plataformas, como AliExpress.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar