O amor acabou: Google toma postura drástica contra app de relacionamentos e o quer fora da Play Store

Após ser acusada de práticas de má-fé, o Google decide dar o troco e entra com uma ação judicial contra a Match Group Inc., alegando quebra de contrato e dizendo querer o Tinder fora da Play Store. Segundo a gigante dos anúncios, a rede social voltada para encontros, publicada pela Match, só quer usar o serviço sem pagar nada.

publicidade
Tinder fora da Play Store
Imagem: Good Faces Agency on Unsplash

Essa briga começou no início de maio, quando a Match foi atrás da justiça dos Estados Unidos reclamar sobre ter que pagar uma taxa de 15% sobre o seu primeiro milhão (US$) ganho na Play Store em um ano. Segundo a dona do Tinder, tais políticas ferem as leis federais do país.

Processo do Google pode colocar o Tinder para fora da Play Store

As empresas haviam até chegado a um acordo durante o primeiro processo. Nele a Match poderia continuar na loja do Google e ambas fariam concessões a respeito dos pagamentos e taxas.

publicidade

Mas agora, segundo a fala do Google, a Match está tentando se livrar completamente de qualquer compensação financeira que a Play Store cobre.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O Match Group nunca teve a intenção de cumprir os termos contratuais com os quais concordou (…) também colocaria o Match Group em uma posição de vantagem em relação a outros desenvolvedores de aplicativos“, afirma o Google no documento.

Além de compensação monetária, o gigante dos anúncios incluiu um pedido para remover o Tinder da Play Store. Eu sei… você vai sentir falta, você e mais 75 milhões de usuários, segundo o Business of Apps, um serviço especializado em estatísticas.

publicidade

A Match ainda está tentando se defender acusando a Alphabet, dona do Google, de tentar suprimir os desenvolvedores com processos.

O Google não quer que mais ninguém os processe, então suas contra-alegações são como um ‘tiro de advertência’”, comentou a dona do Tinder.

Desenvolvedores estão insatisfeitos

Essa não é a primeira vez que uma empresa reclama das práticas do Google em sua loja de aplicativos. A Amazon recentemente retirou do seu aplicativo Android, a opção de fazer compras de produtos digitais para evitar as taxas cobradas.

A Epic Games também vem em uma batalha contra essas taxas, segundo ela, “abusivas” cobradas pelos serviços obrigatórios nos respectivos smartphones para ter acesso ao público, entretanto seu alvo maior é a loja da Apple.

publicidade

Só no último ano, o Google já recebeu processos em 36 estados americanos pelo mesmo motivo taxação excessiva em transações digitais de terceiros.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar