Perfume usado pela Cleópatra é recriado por cientistas

A rainha mais famosa do Egito que se tornou um ícone da cultura histórica, Cleópatra teve o seu perfume recriado pelos cientistas Robert Littman e Jay Silverstein, arqueólogos da Universidade do Havaí. A dupla e sua equipe afirmou que descobriu a fragrância usada por ela, depois de um longo estudo que analisou resíduos de uma fábrica de perfumes de mais de 2000 anos, além de várias pesquisas em escritos romanos e gregos.

publicidade
Especiarias de perfume (Imagem Pixibay)

Para identificar qual o cheiro usado pela rainha, os cientistas fizeram um trabalho minucioso para descobrir substâncias aromáticas preservadas em diversos itens da época. Desta forma, eles uniram todos os elementos e tentaram elaborar a fragrância.

Segundo o site Super Abril, a equipe liderada por Robert e Jay identificaram que Cleópatra usava um perfume popular da elite egípcia mendesiano que era produzido na antiga cidade de Mendes.

publicidade

“Fábrica” de perfumes foi encontrada no ano passado, no Antigo Egito

Escavações foram feitas ao redor da antiga cidade, em 2021, onde localizaram uma fábrica de perfumes de mais de 2,3 anos. No local, havia embalagens e fornos com argila com diversas fragrâncias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Os pesquisadores acreditam que ali era o lugar onde eram produzidos os perfumes mais famosos de toda a nação. A equipe, a partir dessa descoberta, iniciou os estudos dos componentes químicos dos resíduos contidos nos frascos, unindo informações de escritos da antiga rainha.

Os pesquisadores estudaram a composição química dos resíduos nos frascos e consultaram os escritos que indicariam a receita do perfume mendesiano. Na composição da fragrância eles usaram mirra, canela, resina de pinheiro, óleo de tâmara, mirra, canela, resina de pinheiro, cascas e ervas, especiarias e madeira. entre outros ingredientes.

publicidade

Uma curiosidade é que o substrato usado naquela época para a criação dos perfumes não era o álcool, mas sim a gordura animal ou o óleo vegetal. A revista Near Eastern Archaeology publicou um artigo falando do experimentos dos cientistas e sua equipe e como eles conseguiram criar a fragrância, que recebeu o nome de Eau de Cleopatra.

Segundo o artigo, o cheiro é uma mistura de mirra e canela, com um toque adocicado leve. Para se assimilar ao perfume da época, eles também investiram na qualidade da fixação que era muito duradoura, durando em média dois anos.

Cleópatra VII Filopátor foi a última governante ativa do Reino Ptolemaico do Egito. Ela foi a filha mais velha do rei egípcio Ptolomeu e é conhecida como uma das mais famosas rainhas do Egito. Nascida em Alexandria, ela foi uma grande herdeira grega e persa.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar