Por que após o fim do IE da Microsoft, usuários Windows ainda preferem o navegador?

Embora pareça brincadeira para alguns, os fanáticos pelo Internet Explorer ainda existem. Mesmo que o navegador tenha se aposentado nessa semana, uma recente pesquisa identificou que 47% dos usuários do Windows 10 ainda o usavam como navegador principal. 

publicidade
47% dos usuários do Windows 10 ainda preferem o Internet Explorer; entenda o porquê
(Imagem: Pixabay)

Por que gostar do Internet Explorer?

Lembrando que o encerramento do Internet Explorer havia sido anunciado pela Microsoft ainda em 2020, mas o golpe final foi dado nessa semana. Estes últimos dois anos foram mais que o suficiente para os usuários se habituarem a um novo navegador e, ainda assim, muitos deles insistiram em permanecer no IE.

Atualmente, a Microsoft oferece o navegador Edge baseado em Chromium da Microsoft, e nem mesmo com a tecnologia que lhe foi aplicada, conseguiu superar o falecido Internet Explorer. Não faz o menor sentido ter a preferência por algo, reconhecidamente inseguro.

publicidade

Segundo uma pesquisa conduzida pela Lansweeper e publicada pelo TechRadar, vários dispositivos com o sistema Windows 10 enfrentarão problemas em breve (ou já estão), por insistirem no navegador antigo. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Eles precisam fazer atualizações às pressas desde quarta-feira (15) data em que o Internet Explorer se aposentou oficialmente. Por consequência, a Microsoft encerrou o suporte para o antigo navegador na mesma ocasião. Na pesquisa, notou-se que a maioria dos computadores que ainda usam o IE pertencem a empresas.

A Lansweeper conseguiu auditar impressionantes nove milhões de dispositivos usados em 33 mil organizações distintas para elaborar o relatório. Os resultados foram os mais chocantes possíveis, pois ao que parece, muitas empresas realmente não têm o interesse de abandonar o Internet Explorer por desejo próprio. 

publicidade

Neste sentido, descobriu-se que até 47% dos computadores com Windows 10 usam o IE como navegador principal. A pesquisa ainda identificou que 79% dos computadores pesquisados executavam a versão desatualizada do Windows 10

Isso significa que as empresas não somente decidiram não seguir as atualizações para a versão 11, como também escolheram não atualizar os dispositivos para a versão mais recente do Windows 10. 

Preferência ao IE reflete atraso na evolução e perigo 

Segundo a auditoria, a versão mais recente do Windows 10 nos computadores corporativos é a de 2004, que está longe de ser a mais recente. Infelizmente não é incomum que as organizações demorem para decidir atualizar o sistema de software, apesar de que, neste caso, representem um atraso e perigo de invasão por mais de uma década. 

O atraso está associado ao comodismo, considerando o tempo que levaria para atualizar todos os computadores de grandes empresas. No entanto, o que parece ser conveniente pode se tornar um grande risco, tendo em vista as atualizações de segurança lançadas regularmente pela Microsoft. 

publicidade

O mesmo pode ser dito em relação ao Internet Explorer, que sempre foi conhecido por suas fragilidades em relação aos ataques cibernéticos.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar