Rússia copia e lança Instagram próprio após censurar rede social

Depois que o Instagram foi bloqueado na Rússia, os empresários de tecnologia do país lançaram um aplicativo de compartilhamento de fotos para preencher o vazio do primeiro. Para muitas pequenas empresas, o Instagram era uma plataforma fundamental para publicidade, processamento de vendas e comunicação com os clientes.

https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2022/03/11/policia-civil-de-piracicaba-prende-quadrilha-em-em-operacao-contra-invasao-de-contas-do-instagram.ghtml
Imagem: Pixabay

O Facebook e o Instagram eram amplamente utilizados na Rússia, sendo este último a plataforma de mídia social mais popular entre os jovens. Segundo a agência de notícias Reuters, em meio à guerra com a Ucrânia, o país decidiu lançar o Rossgram – um substituto do Instagram em 28 de março.

O site do Rossgram afirma que o aplicativo terá recursos adicionais, como crowdfunding (vaquinha online/financiamento coletivo) e acesso pago para alguns conteúdos.

Meu parceiro Kirill Filimonov e nosso grupo de desenvolvedores já estavam prontos para essa reviravolta e decidiram não perder a oportunidade de criar um análogo russo de uma rede social popular amada por nossos compatriotas”, disse Alexander Zobov, diretor de relações públicas da iniciativa, na rede social VKontakte.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

De acordo com uma foto compartilhada por Zobov no VK (rede social fundada na Rússia), o esquema de cores e o layout de Rossgram terão uma forte semelhança com o Instagram. A Meta não respondeu até o presente momento a um pedido de comentário sobre o design de Rossgram.

Rússia lançará seu próprio 'Instagram', o Rossgram
Interface da Rede (Imagem: Reprodução/Rossgram.ru)

A Rússia segue criando suas próprias redes sociais domésticas

Nos últimos meses, a Rússia vem desenvolvendo sua tecnologia doméstica, incluindo smartphones produzidos pelo conglomerado estatal Rostec. Em novembro, a Gazprom Media lançou o Yappy como um rival doméstico da plataforma de compartilhamento de vídeos TikTok.

O regulador estatal russo de comunicações Roskomnadzor bloqueou o acesso ao Instagram esta semana depois que seu proprietário americano, a Meta, disse que permitiria que usuários de mídia social na Ucrânia postassem mensagens como “morte aos invasores russos”.

No entanto, no domingo, ele disse que está estreitando sua política de moderação de conteúdo para a Ucrânia proibir pedidos pela morte de um chefe de Estado.

A Rússia, que já baniu o Facebook, abriu uma investigação criminal contra Meta e os promotores pediram a um tribunal que designasse a gigante de tecnologia dos EUA como uma “organização extremista”. O caso deve ser julgado na segunda-feira.

Veja mais ›
Fechar