Samsung libera usuários do Galaxy para repararem os próprios aparelhos

Os usuários americanos de dispositivos da Samsung serão contemplados por uma tecnologia tão aguardada. Trata-se da possibilidade de repararem os próprios aparelhos móveis. A empresa tomou esta decisão em meio à pressão feita em conjunto pelos consumidores, reguladores e até o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. 

publicidade
Samsung agora permitirá que usuários do Galaxy reparem seus próprios dispositivos
Samsung agora permitirá que usuários do Galaxy reparem seus próprios dispositivos. (Imagem: Pixabay)

A iniciativa tem o intuito de amenizar as restrições de conserto dos produtos da marca. Neste sentido, na última semana, a Samsung também anunciou o lançamento de um programa inovador para os usuários. É o próprio programa destinado a alguns dos principais dispositivos do modelo Galaxy, possibilitando o reparo individual e pessoal. 

Assim, a empresa concede a terceiros o direito de acesso a peças, ferramentas de reparo e guias visuais cujo propósito é auxiliar neste processo de autonomia pela primeira vez.

publicidade

Até então, os usuários da Samsung tinham que recorrer ao serviço de reparo interno da empresa para que os aparelhos fossem consertados, precisando ficar sem o dispositivo por horas ou dias, dependendo do problema.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Agora, o programa de reparos será disponibilizado para os usuários de produtos das linhas: Galaxy S20, S21 e Galaxy Tab S7 +. Por hora, apenas a linha S22 ficou de fora desta medida.

Enquanto isso, a empresa se empenha na consolidação de uma parceria junto a iFixit, uma comunidade que atua no setor de reparos online, já conhecida por prestar serviços para a Motorola. A parceria visa otimizar ainda mais o uso do programa. 

publicidade

Concorrente da Samsung já oferece o serviço 

Em novembro do ano passado, a Apple lançou um programa denominado ‘Self Repair Service’, que disponibiliza peça sobressalentes para os produtos da marca. Estas peças podem ser usadas em monitores, baterias, módulos de câmera e outros. A compra pode ser feita por qualquer pessoa que também será contemplada pelo acesso aos manuais de reparo.

Mas enquanto a Samsung já tem o lançamento do programa previsto para o verão norte-americano, a Apple ainda não anunciou quando pretende liberar a venda destes dispositivos de reparo.

Ressaltando que as peças se limitam aos usuários do iPhone 12 e 13, no princípio. Mas os fãs do sistema iOS podem ficar tranquilos: posteriormente, a Apple afirmou que irá estender o serviço para computadores Mac com o novo chip M1 interno. 

Clientes criticam empresas

Apesar da demonstração de interesse das empresas em facilitar, de modo geral, o uso dos dispositivos vendidos por ambas as marcas, as críticas por parte dos usuários continuam mediante alegações de que a Samsung e a Apple têm dificultado o acesso de empresas independentes nos reparos destes dispositivos. 

publicidade

Assim, sempre que surgem problemas fáceis de serem resolvidos relacionados à memória, baterias não removíveis, selagem de aparelhos com cola especial e outras, é preciso recorrer diretamente a uma loja da marca ou que seja licenciada.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar