Blockchain: o que é e como funciona a rede para criptomoedas

Especialistas na área apontam a blockchain como a inovação tecnológica mais relevante desde o surgimento da internet. Em tese, ela consiste em uma rede de registros de informações distribuídos que passam por modificações periódicas, por meio de blocos de transações asseguradas por criptografia. Difícil entender, né?

publicidade
Blockchain: o que é e como funciona o serviço para criptomoedas
Blockchain: o que é e como funciona o serviço para criptomoedas. (Imagem: Wikimedia commons)

Estes blocos são interligados e não podem ser alterados os excluídos após a verificação. Acredita-se que essa tecnologia possa representar um grave rompimento no curso global da economia.

Existem aqueles que limitam o entendimento a respeito da rede como uma ferramenta condicionada exclusivamente ao funcionamento do Bitcoin

publicidade

De certa forma eles não estão totalmente errados, pois no começo esse era o propósito da ferramenta. Mas com o passar do tempo, a evolução desta tecnologia mostrou ser verdadeiro potencial, evidenciando a possibilidade de transitar muito além das criptomoedas. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Estima-se que o mercado global de aplicações blockchain seja capaz de acumular a quantia de US$ 20 bilhões em receita até o ano de 2024. Mas, antes de entender como essa arrecadação funciona, é preciso saber que não existe apenas um blockchain. 

O blockchain é apenas um termo que se popularizou em torno das tecnologias de registros distribuídos, cujas alterações dos registros ocorrem através de transações organizadas nos blocos, conforme mencionado. Tudo começou pelo Bitcoin como a primeira rede de blockchain, que depois se expandiu para outras criptomoedas, como a Litecoin e a Dogecoin. 

publicidade

Essas mesmas redes podem ser programadas com o propósito final de registrar qualquer tipo de valor, não se limitando a transações financeiras. Pelo contrário, se estendem para escrituras de imóveis, ações da bolsa de valores, identidades digitais, registros de uma cadeia de suprimentos, gestão de dados, etc. As possibilidades são várias. 

De modo geral, o blockchain é capaz de reduzir os custos que as instituições bancárias normalmente têm se tratando de infraestrutura. Desta forma, é capaz de gerar uma economia expressiva, sobretudo em decorrência da eficiência operacional promovida pela tecnologia dos processos de confirmação e autenticação de transações. 

Como funciona a blockchain?

Na prática, o funcionamento do blockchain ocorre através do armazenamento periódico de informações a cerca de transações em lotes denominados de blocos. A grosso modo, é um livro-razão, compartilhado e imutável, que facilita o processo de registro de transações e o rastreamento de ativos.

Esses blocos são caracterizados por uma impressão digital denominada de ‘hash’, que seria um código matemático único. Esses blocos são interligados em um conjunto em ordem cronológica, formando uma linha contínua de blocos, uma corrente, justificando o termo secundário ‘chain’.

publicidade

Se alguma pessoa tentar alterar um dos blocos passados, é necessário saber que ele não pode ser reescrito. Por outro lado, é possível fazer o envio de uma nova transação, que será avaliada e incluída em um novo bloco de informações.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar