Elon Musk ridiculariza Apple e sua volta ao trabalho presencial

A fala do empresário dono da Tesla deixou clara sua posição com o retorno das atividades na empresa de tecnologia. Elon Musk ridicularizou a Apple e sua volta ao trabalho presencial. Para o bilionário, o modelo é um desperdício de dinheiro.

publicidade
Elon Musk
Imagem: Pixabay

Elon Musk chama os funcionários da Apple de preguiçosos

Elon Musk brincou com a política de retorno ao escritório da Apple no microblog em postagem na semana passada em seu perfil do Twitter, usando um meme de um cachorro obeso tirando um cochilo. Para ele, é contraproducente manter um escritório onde os funcionários não gostariam de voltar para trabalhar, é melhor deixá-los assistindo TV, mas entregando o resultado.

O bilionário gosta do trabalho presencial onde, em sua visão, é necessário. O bom exemplo são as suas fábricas, principalmente agora que Elon fez elogios ao regime de trabalho empregado na China, em relação aos “americanos preguiçosos”.

publicidade

Atualmente, a Apple exige a presença física de seus funcionários pelo menos duas vezes por semana, apesar de ter repensado o aumento para três encontros semanais, segundo o NY Post.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Funcionários da Apple não querem voltar para trabalho presencial

Não são todos os funcionários descontentes, mas aqueles que se adaptaram melhor a rotina de trabalho nos parâmetros de home office, não estão dispostos a voltar para rotinas obrigatórias nos escritórios da empresa.

Uma resistência que chamou a atenção nos últimos tempos foi do ex-executivo da divisão de IA da Apple, pedindo demissão após o anúncio das novas políticas. 

publicidade

Foi um duro golpe para a “turma da maçã”, já que em menos de uma semana o ex-executivo foi contratado pela Google, concorrente direta da Apple e com regras mais brandas sobre os regimes de trabalho.

Outra declaração polêmica de Elon Musk foi publicada no meio da confusão entre ele e o Twitter sobre a compra de ações e posterior aquisição da empresa. Onde o empresário afirmou que transformaria a sede da rede social em um abrigo para sem-teto, já que os funcionários não apareciam para trabalhar no escritório.

O CEO da Apple, Tim Cook, prefere o retorno ao trabalho presencial

Ao que parece, o CEO da Apple, Tim Cook, está elaborando um plano mais rígido que outras Big Techs em suas políticas de trabalho presencial. Enquanto Meta e Google já decidiram deixar alguns funcionários trabalhando remotamente por tempo indefinido a Apple parece estar indo contra a maré.

Diversos funcionários já se posicionaram contra a política de retorno da Apple, inclusive, com ameaças de pedidos de demissão, como aconteceu com o antigo executivo da empresa que hoje está trabalhando para a Google. 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar