Enorme explosão solar pode atingir a Terra e afetar a rede elétrica

Esse é um exemplo de fenômeno já conhecido por quem trabalha com tecnologia em nosso planeta. Uma enorme explosão solar pode atingir à Terra e afetar a rede elétrica. Nas telecomunicações, é comum lidar com períodos de interferência solar, mas uma explosão tem mais força e pode afetar diversos sistemas.

publicidade
Radiação solar entrando em choque com escudo eletromagnético da Terra (Imagem: NASA/Unsplash)
Radiação solar entrando em choque com escudo eletromagnético da Terra (Imagem: NASA/Unsplash)

Ejeção de material da coroa solar pode afetar rede elétrica

Os especialistas sobre esse fenômeno estão calculando a previsão de uma nova explosão solar para esta semana. A enorme quantidade de energia dispensada nessas situações afeta à Terra ao chegar em seu campo magnético. Tal condição é potencialmente perigosa na criação de tempestades solares.

Segundo o SpaceWeather, essas explosões são conhecidas como Ejeção de Massa Coronal (CME), mas seus riscos são maiores quando o impacto é direto com nosso planeta.

publicidade

“Esta será a terceira vez desde a semana passada que um CME quase conseguiu um impacto direto. Mesmo um quase erro pode produzir auroras árticas brilhantes.”

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Porém, mesmo não sendo um impacto direto, o site confirma que existirá um evento geomagnético de baixa potência (G1 menor), que entre suas características principais possui “pequenas variações nas redes elétricas com poucos impactos na operação de satélites” e nos animais migratórios (esses sim, são bem afetados por uma situação deste tamanho, pois utilizam o magnetismo terrestre como referência direcional).

Fora o perigo, é bonito para os olhos

Não se trata de olhar diretamente para o sol, pelo amor de Deus! O caso é que essa categoria de fenômeno costuma produzir as auroras (as mais conhecidas são boreais): um fenômeno que pode ser assistido de alguns pontos do planeta, onde as luzes e cores dessa interação da radiação solar com o campo magnético terrestre formam um verdadeiro “baile” de cores no céu.

Aqueles que não são privilegiados para observar pessoalmente o fenômeno, poderão ficar tranquilos que em poucos dias, provavelmente, estarão disponíveis fotos para trazer um pouco da sensação a todos.

publicidade
Fenômeno da Aurora vista da terra (Imagem: Benjamin Suter/Unsplash)
Fenômeno da Aurora vista da terra (Imagem: Benjamin Suter/Unsplash)

Ciclo solar e expectativas de mais explosões

A enorme explosão solar pode atingir à Terra e afetar a rede elétrica, pois nos encontramos no período inicial do ciclo solar (que acontece a cada 11 anos), e segundo a publicação do NY Post uma época em que “geralmente se vê erupções (ou explosões) crescerem mais intensas e extremas”.

O jornal americano relembra um acontecimento anterior: em 1989, uma forte erupção solar disparou tantas partículas eletricamente carregadas na Terra que a província canadense de Quebec perdeu energia por nove horas. Aparentemente, não será o mesmo caso dessa vez, devido o impacto não ser certeiro com o planeta Terra. 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar