Onde ficam as ilhas de plástico? O continente criado pelo lixo humano

As ilhas de plásticos, ou como também são conhecidas, “sétimo continente”, formam o maior depósito de lixo oceânico do mundo. Elas são o resultado da acumulação de plástico, principalmente o microplástico, em determinadas áreas devido à ação das correntes marítimas. Mas, você sabe onde ficam as ilhas de plástico?

publicidade
Plástico na água
Plástico na água (Imagem: Reprodução / The Ocean CleanUp – Editorial Use Only)

As ilhas de plástico são o resultado da geração excessiva de lixo no dia a dia das pessoas, que com o tempo foi se aglomerando em volta dos cinco continentes habitados (menos na Antártida).

Se movendo entre a Califórnia e o Havaí, até hoje é considerada a maior de todas, com cerca de 1,8 trilhão de objetos que flutuam na superfície formando uma crosta com um tamanho equivalente a três vezes o território da França.

publicidade

Onde ficam as ilhas de plástico?

Bem, esse acúmulo ocorre em  diferentes pontos espalhados pelos mares e bacias oceânicas de todo o planeta, mas os 5 principais, e também os mais preocupantes, estão localizados no Atlântico Norte, Atlântico SulÍndico, Pacífico Norte e Pacífico Sul.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nessas regiões, existem correntes marítimas que se movimentam em um formato de círculo, arrastando todo o lixo encontrado no oceano para o seu centro. O padrão foi observado pela NASA em um experimento com boias lançadas ao oceano, rastreando informações vitais sobre as correntes marinhas nas regiões.

onde ficam as ilhas de plástico
Principais giros oceânicos (Imagem: Reprodução / The Ocean CleanUp – Editorial Use Only)
publicidade

Giro do Pacífico Norte, o maior deles

A chamada Grande Porção de Lixo do Pacífico foi a primeira ilha a ser descoberta, em 1997, pelo oceanógrafo Charles Moore.

Esse giro recebe o nome de Grande Porção de Lixo do Pacífico e detém cerca de 79 mil toneladas de lixo.

Nele é possível observar duas zonas principais de concentração, uma na região leste e outra na região oeste.

Por que não retirar o lixo todo de uma vez?

Essa é uma pergunta que muitas pessoas se fazem, provavelmente enganadas pela nomenclatura “ilha de plástico”. Na verdade, até identificá-las não é uma tarefa das mais fáceis.

publicidade

Isso porque, em grande parte, as tais “ilhas” são amontoados de miro-plásticos, pequenos pedacinhos que ficam distribuídos de forma desigual na água (tanto na superfície quanto dentro).

Isso quer dizer que, na verdade, as ilhas são formadas por partículas e o que observamos na superfície são apenas os pedaços maiores que conseguem boiar e, consequentemente, ser vistos. Para se ter uma ideia, é quase impossível identificar tais ilhas apenas com imagens aéreas.

Existem inúmeras empresas que realizam a coleta nesses locais – mas, infelizmente, sua ação se resume, geralmente, a uma limpeza superficial. A coleta de todo o microplástico exigiria um processo de filtração bem mais complicado.

Com tudo isso, quem mais sofre é a vida marinha. Segundo a Organização das Nações Unidas, mais de um milhão de animais morrem anualmente devido a essa poluição, seja ingerindo diretamente o plástico, seja pelos impactos indiretos que ele provoca, como a diminuição de alimento.

E aí? Você já tinha ouvido falar dessas ilhas de plástico?

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar