Como a União Europeia pode arruinar as operações do WhatsApp e iMessage

As mudanças não param, principalmente quanto aos órgãos reguladores europeus em detrimento as empresas de tecnologia que atuam no continente. Existem pelo menos algumas possibilidades para a União Europeia arruinar o WhatsApp e iMessage, ou pelo menos prejudicarem suas operações.

publicidade
Pessoa usando WhatsApp no smartphone (Imagem: Asterfolio/Unsplash)
As intenções podem ser boas, mas União Europeia pode prejudicar a criptografia dos dispositivos (Imagem: Asterfolio/Unsplash)

Novas leis na União Europeia ameaçam operação atual do WhatsApp e iMessage

Já não é de agora que o conflito entre as empresas de tecnologia e os reguladores europeus tem acontecido. Sejam os diversos casos de multas aplicadas as organizações, a exigência de mudança nos aplicativos ou as fortes investigações nos casos de compartilhamento de dados e informações dos usuários entre “parceiros” no mercado.

Os próximos passos desse conflito podem arruinar o WhatsApp na Europa e mudar totalmente o “jogo virtual”. Nossa sociedade superconectada está perdendo toda a capacidade de comunicação sem a interceptação ou coleta do que é transmitido e isso pode piorar.

publicidade

A pressão das autoridades para o acesso a recursos ser equilibrado e distribuído entre as concorrentes, além de “prevenir” problemas que podem ou não acontecer, chega ao ponto de ameaçar as proteções criptográficas das ferramentas, que mantém o sigilo de ponta a ponta.

Por que afeta o WhatsApp e iMessage em especial?

A ação por parte dos reguladores da União Europeia chegou ao consenso de quais leis e diretrizes deverão ser seguidas, para tornar “limpa” a disputa entre as empresas de tecnologia concorrentes. 

O maior golpe é nas chamadas “gatekeepers”, que para os legisladores se resumem as empresas com mais de 75 bilhões de euros em capitalização perante o mercado ou mais de 7,5 bilhões de euros em receitas na Europa, segundo a publicação do The Verge

Nesse “seleto” grupo estão: o Meta e a Apple, controladoras do WhatsApp e iMessage, respectivamente. Empresas de tecnologia de tamanho “menor” ficarão mais tranquilas com as novas mudanças e esperançosas com um possível mercado competitivo mais limpo.

publicidade

Texto final não está disponível para consulta

Sobre a União Europeia arruinar as gigantes, até o momento, todas as informações são especulativas. Apenas seus objetivos são conhecidos: a suposta intenção de tornar o mercado tecnológico mais seguro e competitivo no velho continente.

O texto final não foi disponibilizado, ainda, para consulta pública. Todas as suposições são baseadas em informações publicadas ou vazadas por membros envolvidos nas reuniões do conselho europeu, ou pertencentes aos grupos de trabalho que elaboram os textos da lei.

A integração entre apps de mensagem, como conceito que a União Europeia tenta impor, segundo especialistas pode ser muito difícil de executar, tentando manter seus padrões próprios de criptografia. 

Se a intenção dos reguladores é incentivar um ambiente “saudável” de competição e proteger os dados dos usuários em geral, essa ameaça direta a criptografia de ponta a ponta, vai contra o objetivo inicial. Enquanto grupos de trabalho estão reunidos para elaborar o texto da lei, esperamos que levem as situações “conflitantes” em consideração, pelo bem de todos. 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar