China propõe missão em busca de planetas alienígenas habitáveis

A China está entrando a fundo na exploração espacial. Sua própria estação já está quase pronta e o país vem a anos planejando missões para explorar a Lua. Mas parece que agora ela quer dar dois passos a mais com sua proposta de uma iniciativa para sair em busca de planetas alienígenas habitáveis.

publicidade
busca de planetas alienígenas habitáveis
China propõe missão para investigar estrelas próximas em busca de exoplanetas, e possivelmente vida (Imagem: Reprodução / NASA)

Missão do CHES em busca de planetas alienígenas habitáveis

Os membros responsáveis pelo projeto propõem o uso do telescópio CHES (Closeby Habitable Exoplanet Survey) fique no ponto Lagrange L2, uma região a 1,5 milhões de quilômetros da Terra de onde será possível verificar a existência de prováveis planetas habitáveis.

A intenção do projeto é que o CHES passe cinco anos explorando a área em busca de exoplanetas, planetas orbitando em estrelas que não sejam o nosso Sol, habitáveis e com versões de cerca de 100 estrelas parecidas com a nossa.

publicidade

Os dados então serão analisados para separar os mais parecidos com à Terra. A busca pelo nosso “planeta irmão” pretende, principalmente, encontrar os que possam abrigar água, forte indício de vida. Pelo menos 50 planetas com tais características devem ser encontrados, segundo os pesquisadores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O astrônomo da Academia Chinesa de Ciências e um dos principais investigadores do CHES, Ji Jianghui, acredita que o projeto será fundamental para sabermos se estamos sozinhos no universo.

A descoberta dos mundos habitáveis próximos será um grande avanço para a humanidade, e vai também ajudar humanos a visitar estes gêmeos da Terra e expandir nosso espaço para vida no futuro”, disse.

publicidade

O que já sabemos

A NASA já tem um catálogo que contém mais de 5.000 planetas descobertos na via láctea, com a maioria deles sendo descobertos com uma metodologia de trânsito, considerada eficaz, mas muito lenta. 

Já o modelo proposto pela China com o CHES, poderia identificar exoplanetas mais facilmente utilizando a astrometria, procurando pequenas alterações na luz emitida por estrelas, uma clara indicação de distorção do espaço, geralmente causada por planetas e suas forças gravitacionais .

Assim, se uma estrela “estiver tremendo muito” o telescópio vai deixá-la marcada, resultando em uma investigação mais aprofundada em momento posterior. Conforme o “movimento da estrela”, os pesquisadores acreditam conseguir identificar as características dos exoplanetas em sua órbita.

Até o momento, a proposta é apenas uma ideia e não há garantias de que o CHES será mesmo construído. Mais informações deverão chegar ainda durante esse mês de junho, confirmando se a China vai receber apoio financeiro para o projeto. Caso seja aprovado, a equipe espera que o CHES seja lançado em 2026.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar